Angola assume presidência das autoridades de inspecção

Lunda – Angola assumiu hoje, terça-feira, a presidência rotativa de um ano das autoridades de inspecção económica e segurança alimentar da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), em substituição de Moçambique.

A eleição, por unanimidade, aconteceu durante o III fórum das autoridades de inspecção económica e segurança alimentar da CPLP, aberto segunda-feira, em Luanda, sob o lema “Juntos por uma inspecção económica e de segurança alimentar no contexto global”.

Para secretário-geral, os representantes de Angola, Cabo Verde, Moçambique e Timor Leste escolheram Portugal. O evento registou as ausências justificadas dos representantes do Brasil, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, São Tomé e Príncipe e Portugal.

Angola assume a presidência através do Inspector-Geral do Comércio, Heleno Antunes, que, na ocasião, apontou como desafios a redução das exportações de produtos de baixa qualidade, bem como a criação de um sistema de alerta rápida relativa a matérias de interesse de inspecção.

Heleno Antunes elegeu ainda como prioridade a intensificação e a cooperação técnica científica entre as inspirações económicas dos Estados membros, capacitação e formação contínua em matérias de segurança alimentar e protecção do consumidor.

Promover, cada vez mais, as inspecções multissectoriais, de modo a combater com maior eficiência o crime económico organizado e outras práticas que violam a lei, criação de um secretariado técnico permanente para garantir a melhor articulação e funcionalidade entre os membros permanentes, fazem também parte das prioridades do inspector-geral.

No âmbito da cooperação bilateral e multilateral entre os países membros da CPLP, foi instituído e realizado o 1º fórum na cidade da praia em Cabo Verde em 2013, e em 2014 o II fórum em Moçambique, aonde Angola foi eleita vice-presidente.

Fonte: Agência Angola Press (ANGOP)

(Até o momento, houve 42 acesso(s) a esta página)