Senado brasileiro aprova indicação de novo embaixador junto da CPLP

A Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) do Senado brasileiro aprovou a indicação pela Presidência da República de Gonçalo de Barros Mello Mourão para chefiar a representação do Brasil junto à Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), com sede em Lisboa.

Brasília – A Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) do Senado brasileiro aprovou, quinta-feira (10), a indicação pela Presidência da República de Gonçalo de Barros Mello Mourão para chefiar a representação do Brasil junto à Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), com sede em Lisboa.

Ao intervir na reunião, o diplomata defendeu uma proximidade maior do Senado com a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa e a criação do Grupo Parlamentar Brasil-CPLP.

O embiaxdor lembrou que a comunidade, integrada por nove países (Brasil, Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste), foi criada com três objetivos principais, designadamente, a aproximação político-diplomática, cooperação em diferentes setores e difusão da língua portuguesa.

“O Brasil não foi só o maior mentor, mas é hoje o maior contribuinte para a organização. A contribuição do Brasil corresponde a cerca de 30% do orçamento da comunidade, mas monta a parcos e escassos 770 mil euros”, disse o embaixador, citado pela Agência Senado.

(Até o momento, houve 24 acesso(s) a esta página)