Unilab assina acordos de cooperação com instituições de Angola e Cabo Verde

A reitora, Prof.ª Nilma Lino Gomes, e a Pró-reitora de Relações Institucionais, Prof.ª Maria do Socorro Rufino, estiveram na última semana, de 24 a 30 de novembro, em Missão Técnica do Projeto Ripes (Rede de Instituições Públicas de Educação Superior), em Angola e Cabo Verde. O objetivo da missão foi ampliar os acordos de cooperação entre a Unilab e instituições de ensino superior dos dois países. A delegação contou ainda com a participação da analista de Programas de Cooperação Trilateral, Paula Rougemont Martins e Silva, representando a Agência Brasileira de Cooperação do Ministério das Relações Exteriores, entidade parceira em todas as missões técnicas do Projeto Ripes.

Reitora da Unilab, Nilma Lino Gomes; Reitor da  Universidade Agostinho Neto (Angola), Orlando da Mata; Pró-Reitora de Relações Institucionais da Unilab, Prof. Socorro Rufino; Técnica da Agência Brasileira de Cooperação, Paula R. Silva
Reitora da Unilab, Nilma Lino Gomes; Reitor da Universidade Agostinho Neto (Angola), Orlando da Mata; Pró-reitora de Relações Institucionais da Unilab, Socorro Rufino; Técnica da Agência Brasileira de Cooperação, Paula R. Silva

Em Angola, a delegação da Unilab esteve na Universidade Onze de Novembro (UON), onde, com a presença do magnífico reitor Kianvu Tamo, foi assinado o termo de cooperação e a adesão formal da instituição a Ripes. Seguindo a agenda da missão, houve reunião no Ministério da Ensino Superior, em Luanda, com a equipe de consultores do órgão. Além disso, nesse mesmo dia, a reitora e a pró-reitora tiveram reunião com o reitor da Universidade Agostinho Neto, Orlando da Mata.

Em sequência ao objetivo da missão, ainda em Angola, a equipe da Unilab visitou o Instituto Superior de Ciências da Educação, o Ministério das Relações Exteriores e Ponto Focal de Cooperação e a Embaixada do Brasil neste país, onde foram recebidas pela embaixadora Ana Lucy Gentil Petersen. Para a pró-reitora Maria do Socorro Rufino, “esta missão foi fundamental para um maior estreitamento das relações com Cabo Verde e Angola”. Segundo ela, “na ocasião foram assinados Acordos de Cooperação que possibilitarão realizar ações mais concretas de mobilidade de estudantes, professores e técnicos administrativos, além de fortalecer o IV trimestre da integração acadêmico-cultural”.

Em Cabo Verde, a delegação da Unilab visitou o Ministério do Ensino Superior, Ciência e Inovação (MESCI), a Universidade Cabo Verde (UniCV), o Instituto Internacional de Língua Portuguesa (IILP) e a Embaixada do Brasil, em Cabo Verde, onde foi recebida pelo embaixador João Inácio Padilha. Além disso, o grupo esteve no Ministério das Relações Exteriores de Cabo Verde, em reunião com a Diretora Nacional dos Assuntos Políticos e de Cooperação (DNAPEC), Dra. Gracinda Fortes.

Reitora da Unilab, Nilma Lino Gomes; Presidente da  IUE, Florêncio Varella; Ministro de Ensino  Superios de Cabo Verde, António C. e Silva
Reitora da Unilab, Nilma Lino Gomes; Presidente da IUE, Florenço Varella; Ministro de Ensino Superior de Cabo Verde, António C. e Silva

Ainda com o objetivo de buscar estabelecer uma relação mais próxima com instituições desses países, foi assinado também um acordo de cooperação com o Instituto Universitário de Educação (IUE), de Cabo Verde, com o presidente Florenço Mendes Varela. De acordo com o ministro de Ensino Superior deste país, Antônio C. e Silva, “este protocolo significa selar um compromisso para que os alunos possam ter mais oportunidades educativas, como por exemplo, mobilidade estudantil, em que os estudantes podem cursar um semestre em outro país. Tudo isso tem o objetivo de elevar o desempenho acadêmico de ambas as instituições”.

(esq. p/ dir.) Ministro de Educação, George Bom Jesus, o Presidente da IUE, Florêncio Varella e o Ministro da Educação Superior de Cabo Verde, António C. e Silva, acompanhados da Delegação da Unilab.
(esq. p/ dir.) Ministro de Educação, George Bom Jesus, o Presidente da IUE, Florêncio Varella e o Ministro da Educação Superior de Cabo Verde, António C. e Silva, acompanhados da Delegação da Unilab.

O protocolo assinado vai permitir também intercâmbio de professores, além da utilização de materiais didáticos, laboratórios e bibliotecas. Para a reitora da Unilab, Nilma Lino Gomes, “esse momento que estamos celebrando o acordo de cooperação vem ser mais um passo e coroamento de um processo de relacionamento institucional. A ideia é intensificar e aprimorar a relação com outras instituições”. Além disso, o instituto está assinando também um termo de adesão de um dos projetos da Unilab, a Ripes, que visa constituir uma rede de instituições públicas de ensino superior no âmbito da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), na perspectiva da Cooperação Sul-Sul. Segundo a prof. Socorro Rufino, “novas perspectivas se abrem com relação às novas instituições que celebramos Acordo de Cooperação, ampliando o papel da Unilab como uma universidade internacional e a Ripes é um elo fortalecedor das relações entre as instituições parceiras”, conclui.

1

(Até o momento, houve 223 acesso(s) a esta página)